Deguste os sabores do mar ao sertão

Deguste os sabores do mar ao sertão

A mesa é farta. Os pescados são frescos. As receitas sertanejas são seculares. Os aromas são convidativos. A cozinha de Maceió é um dos nossos melhores e mais autênticos cartões de visitas.

Seja nos quintais das boleiras do bairro de Riacho Doce, nas barracas pé na areia com clima tropical, nos bares simples fincados à beira da Lagoa Mundaú ou nos elegantes restaurantes premiados nacionalmente, a alegria de bem receber é igual. As tradições gastronômicas da cidade misturam o frescor dos pescados com as receitas e ingredientes aromáticos do sertão do estado, uma terra árida, mas marcada por uma culinária cheia de personalidade.

A cozinha nordestina reinventada – embora ainda marcada pelo clássico sabor da macaxeira, do queijo coalho e das carnes curadas – hoje é marcada por técnicas internacionais, apresentação sofisticada e pelo surrealismo de chefs que misturam comida e arte na cozinha contemporânea. Também alegram os cardápios da cidade o frescor dos mariscos, lagostas, camarões e peixes variados provindos do mar e do célebre Rio São Francisco. Muitas dessas matérias-primas são fornecidas por comunidades tradicionais da cidade como o Pontal da Barra, um bairro de rendeiras e pescadores, que vivem da pesca de um marisco típico (sururu), coletado na Lagoa do Mundaú.

Nos restaurantes mais interessantes da capital, tais iguarias são servidas com temperos peruanos, inspirações espanholas e pimentas baianas, acompanhados de muitas histórias e segredos de família. Algumas casas são especializadas na comida do sertão, em frutos do mar, em ceviches e outras delícias que contam um pouco da história do estado e suas influências, porque quando a gente partilha os prazeres da mesa, a gente partilha também sensações únicas, histórias de famílias, tradições indígenas, memórias e afetos.

Deixe uma resposta

3 × 2 =

Fechar Menu
Scroll Up